Dia do Trabalhador – aproveite o máximo e conheça a história do 1º de maio


O dia do Trabalhador chegou, e neste dia o que melhor a fazer que tomar um belo descanso com a família em casa ou em um passeio, por isso o Portal Vitrine, vai te listar ótimas ideias para poder aproveitar este feriadão, e dessa forma comemorar o dia do trabalhador.

Lembrando que neste dia é muito importante tomar todas as medidas necessárias, caso você decida pegar uma rodovia, pois muita gente se encontra viajando para visitar seus familiares, nisso o transito fica com maior volume de carros, aumentando os perigos.

Certamente o melhor a fazer neste dia é visitar os familiares, não existe nada melhor que um encontro em família, para apagar qualquer saudade, uma mãe, um pai um filho, por isso é a primeira ideia para sua programação.

Sair com a família, a segunda melhor opção, pois o trabalho geralmente nos toma uma boa porcentagem das nossas vidas ( um tempo necessário ), e por isso um momento de descontração com a família ajudaria muito a renovar a comunhão.

Fazer recreação como pescar, fazer piquenique, assistir filmes, jogar videogames. Os feriados foram feitos principalmente para os trabalhadores, pois todo mundo sabe que um trabalhador não apenas fica 8 horas ao dia exercendo suas principais funções, mas muitos precisam viajar horas para chegar ao seu trabalho, outros fazem hora extra, e dessa forma torna o nosso cansaço muito pesado, por isso nada melhor que aproveitar o máximo os dias de feriado e principalmente o dia do trabalhador, pois este dia representa o progresso de qualquer pais e das famílias brasileiras.

Conheça a historia do dia do Trabalhador

Neste dia 1 de Maio, Dia do Trabalhador, é feriado em diferentes lugares da terra. A origem deste dia especial se encontra no século XIX. Uma multidão de trabalhadores inconformados com as horas trabalhadas no dia a dia, precisamente em 1886, na cidade de Chicago (Estados Unidos), decidiram tomar uma iniciativa. Colocando como maior objetivo de trabalhar 8 horas por dia. Foi decidido realizar um protesto pacifico sem agressões, no entanto foi enviado os militares para ofuscar e colocar medo na classe trabalhadora, com as ações da milícia teve mortes e feridos no confronto.

Com esses acontecimentos de mortes e feridos por parte da milícia, ajudaram a permanecer com maior garra no objetivo. No dia 3 de Maio o protesto retornou. Existiu tumultos com a polícia concluindo em 3 morte. No dia seguinte, os trabalhadores não se amedrontaram, e continuaram a protestar por conta dos últimos acontecimentos no dia 1º de maio e decorrente. A desordem estava instalada novamente. Neste protesto haviam preparado uma bomba para jogar aos policias. Com essa ação deixou um oficial e 7 pessoas mortas. Desta forma a policia respondeu deixando mais tragédias: faleceram 12 pessoas e várias pessoas ficaram afligidas. Depois do ocorrido deu-se a nota Revolta de Haimarcet, em que existiu a condenação de 8 sindicalistas (5 à pena morte e 3 a pena perpétua) concluindo as mortes e os problemas nesse mês de maio.

No dia 20 de junho de 1889, os manifestantes pisaram as ruas novamente. O foco era o mesmo: colocar 8 horas de trabalho. Nesse começo, a Internacional Socialista resolveu realizar manifestações com maior frequência em Paris. Dessa forma, poder honrar os protagonista dos protestas, todos os dias 1º de maio.

Depois de 4 anos de lutas chegou-se a uma decisão que favoreça o trabalhador. Em 1890, os Estados Unidos oficializou às 8 horas de trabalho em todos os estados do país, no entanto o dia do trabalhador nunca foi determinado para ser feriado. A França decretou o 1º de Maio como feriado, da mesma forma que colocou o limite de 8 horas de trabalho diário.

Comentários